Bozano tem a 3ª melhor informação contábil do País, segundo o Sincofi

postado em: Administração/Fazenda | 0

DANIELE

O município de Bozano, localizado na região Noroeste do Estado foi classificado recentemente pelo rancking do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro(Siconfi) em 3º lugar no Brasil, entre os municípios com a melhor qualidade da informação contábil. O objetivo do ranking criado pelo Tesouro Nacional é estimular a melhoria da qualidade da informação que os próprios entes subnacionais informam à STN e ao público em geral, por meio do Siconfi, que é um site aberto e acessível a todos. Destaca-se que entre as 100 cidades mais bem colocadas no rancking que avaliou cinco mil municípios no País, 51 são gaúchas e Bozano foi classificado no 3º lugar nacional.
Para ficar bem posicionado no ranking, o município deve primeiro enviar todas as suas declarações no prazo legal e não retificar os dados muitas vezes. Além disso, precisa assegurar-se de que informou corretamente os seus valores nos relatórios, atentando-se principalmente para não publicar valores diferentes para informações que deveriam ser iguais em diferentes relatórios. “Esta classificação é o reconhecimento a nível Nacional do nosso comprometimento com a transparência e a qualidade da informação prestada, pois essas informações são publicadas assim que homologamos cada um dos relatórios que são sistematicamente enviados bimestral, semestral e anualmente”, avaliou a contadora Danielle Fontella Lago.
No rancking da qualidade da informação são avaliados quatro dimensões. A Gestão da Informação verifica o comportamento dos entes no envio das informações. A Contábil avalia os dados contábeis recebidos, adequação a regras do Manual da Contabilidade Aplicado ao Setor Público (MCASP), consistência entre os demonstrativos etc. A Fiscal avalia os dados fiscais recebidos, adequação a regras do Manual de Demonstrativos Fiscais(MDF), consistência entre os demonstrativos e o Contábil x Fiscal efetua o cruzamento entre os dados contábeis e fiscais recebidos. Na avaliação dos dados enviados o município de Bozano atingiu 246,5 pontos chegando a 59 acertos de um total de 60 avaliados.
Para Danielle Fontella o resultado do rancking é o reflexo do trabalho de equipe e da parceria entre a gestão municipal, parte técnica e de todos os servidores que tem a responsabilidade de inserir dados no sistema. “Cada um fazendo o seu trabalho com comprometimento vai gerar uma informação de qualidade e vai refletir positivamente no publico externo. O trabalho que é feito dentro da prefeitura de Bozano é transformado em números para que de maneira transparente o público também tome conhecimento dessas informações”, frisou.
A contadora municipal lembra que o trabalho interno não tem visibilidade, uma vez que estes servidores não fazem atendimento ao público, mas é uma atividade com importância singular para as finanças municipais. “No momento em que não cumprimos os prazos e não entregamos corretamente as declarações, haverá reflexos na transferência de recursos para o município o que pode inviabilizar serviços para a comunidade. Portanto, este trabalho de retaguarda tem como objeto a manutenção das obrigações do município em dia para que os recursos da União e do Estado, não só as obrigatórias, mas também emendas parlamentares e convênios cheguem aos cofres municipais”, salientou.
No Rio Grande do Sul o município de Santana da Boa Vista, ficou com 246,8 pontos atingindo o segundo lugar na classificação geral do rancking. O primeiro colocado foi o município catarinense de Águas Frias com 247,7 pontos.

Edição: Antonio Brito

Assessoria de Comunicação

Share