Prefeitura de Bozano faz campanha em empresas do agronegócio na busca de recursos para os Hospitais

COVID-19

Numa iniciativa do prefeito Renato Casagrande teve início nesta semana uma série de tratativas com empresas do segmento do agronegócio sediadas em Bozano, no sentido de arrecadar recursos para auxílio ao HCI e o Hospital Bom Pastor, no enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus.

O prefeito Casagrande disse que está fazendo vários contatos e buscando sensibilizar as pessoas ligadas ao agronegócio de Bozano, para a doação de sacas de soja que podem ser convertidas em valores, visando auxiliar na aquisição de medicamentos e materiais médico-hospitalares aos pacientes internados em leitos clínicos e UTIs Covid dos hospitais da região.

“Estamos buscando o engajamento de empresários do setor cooperativo, empresas do segmento do agronegócio, cerealistas e também dos produtores associados a essas organizações, por que entendemos ser salutar agora uma ação a muitas mãos que contribua para que os nossos hospitais de referência regional possam atravessar esse momento difícil”, disse Casagrande.

Conforme o gestor municipal, o momento é de união por que o País vive uma crise sanitária sem precedentes com quase duas mil vidas perdidas para o Coronavírus nas últimas 24 horas. “Temos a perspectiva de uma safra de soja acima da expectativa em termos de produção; e tenho a certeza que as pessoas do nosso município serão sensíveis a este momento. Se cada produtor associado doar uma saca de soja, poderemos auferir um recurso singular para repassar aos hospitais que já encontram-se com a capacidade esgotada para receber novos pacientes Covid”, comentou o gestor.

Neste sentido o Poder Executivo concluiu nesta semana o processo de inexigibilidade de chamamento público e elaborou o termo de fomento que o habilita a transferir ao HCI a importância de R$ 30 mil e agora aguarda apenas a assinatura por parte do hospital para que o recurso seja transferido. No que diz respeito a campanha de captação de recursos da sociedade civil em prol dos hospitais, o Município encaminhou ofícios às empresas do ramo cerealista, para solicitar que estas esclareçam a situação junto aos sócios e busquem a mobilização em prol de doações para as instituições de saúde, no sentido de que haja a aquisição de medicamentos e insumos básicos e materiais médico hospitalares para pacientes internados em leitos clínicos e UTIs Covid.

Em Bozano, conforme o boletim epidemiológico divulgado ontem(12) há 151 casos confirmados de Coronavírus, sendo 31 ativos e três pessoas com suspeita da doença. Três pacientes seguem hospitalizados em tratamento e dois óbitos foram registrados devido à Covid-19 até agora. Além disso, Bozano já encontra dificuldades em encaminhar novos pacientes para hospitais, em razão da superlotação.

Edição: Antonio Brito

Assessoria de Comunicação

Share