Bozano vive a expectativa de retorno das aulas presenciais

postado em: Sem categoria 0

ESCOLA1

Nesta segunda-feira, os prefeitos que integram a região da Associação dos Municípios do Planalto Médio (Amuplam) vão se reunir para debater o possível retorno das aulas na redes municipais de ensino. Em Bozano, há a expectativa sobre a decisão da reunião, já que os professores da rede estiveram reunidos para discutir a organização do ano letivo de 2021.

A rede pública municipal de Bozano tem em torno de 130 alunos, distribuídos entre a escola Pedro Costa Beber e Escola Municipal de Educação Infantil(Emei). A secretária de educação Mônica Ceccato Tonel comenta que sua equipe está estudando estratégias de retorno, dentro dos protocolos sanitários, levando em consideração este cenário atípico atual. “Toda essa organização exigirá uma adaptação nas escolas”, lembra.

Outra questão atinente ao retorno das aulas é a do Transporte Escolar. Pelo menos 80% dos estudantes da rede pública dependem do transporte, por isso a necessidade do planejamento estratégico para atender toda a demanda de alunos que precisam do serviço.

A professora Mônica Ceccato lembra que na escola da Vila Salto que é do Estado, a demanda é atendida conforme calendário que o Estado determina. No educandário, porém, “temos uma turma de pré-escola, sob a responsabilidade do município”, salienta.

A educadora lembra que o retorno às atividades presenciais no ano letivo será possível com observância às regras e protocolos e essencialmente com a fundamental colaboração das famílias que integram a comunidade escolar. “Essas mudanças não têm relação somente com a contenção da pandemia e segurança com a saúde, mas também precisamos considerar o acolhimento de nossos alunos. Acredito que possamos sim retornar se escola e família trabalharmos juntos nesse processo de adaptação ao novo”. conclui.

Edição: Antonio Brito

Assessoria de Comunicação

Share